Sabia que o guincho do seguro não leva veículos com cargas grandes?

Vários proprietários de veículos (sejam de caminhões ou outros tipos de transporte de carga) já tiveram problemas por não estarem atentos às normas contidas no contrato entre a asseguradora e o segurado. Assim, só descobrem que o guincho não transporta veículos com cargas grandes quando realmente estão desesperados por este serviço.

Então, quando o assunto é seguro de veículos é fundamental que você esteja atento às cláusulas do seu contrato para não ser pego de surpresa. Mas, você sabe por que o guincho do seguro não leva veículos com cargas grandes? Continue conosco e entenda mais sobre o assunto agora mesmo!

Por que o guincho do seguro não leva veículos com cargas grandes?

A partir de hoje saiba de uma coisa: o guincho que a seguradora envia não está autorizado a transportar um veículo com carga (seja ele qual for). Entenda os principais motivos agora mesmo!

Acarreta prejuízos financeiros para a empresa asseguradora

Na verdade, é bem simples de entender essa questão quando olhamos por um viés econômico: caso haja algum dano na carga do cliente na hora do reboque, os prejuízos deverão ser arcados por alguém, certo? 

Se o motorista do guincho aceitar levar o veículo ainda com carga e, durante a viagem, acontecer algum problema que venha danificar o produto carregado, a asseguradora deveria ficar responsável por pagar e reparar os danos.

Afinal, obviamente, quem solicitou o serviço do guincho vai querer que a empresa asseguradora pague por este prejuízo. Entretanto, como fazer isso se esses danos não estão cobertos pelo seguro?

Portanto, se a asseguradora transportasse o veículo com as suas devidas cargas, acarretaria diversos prejuízos financeiros e uma série de complicações a ela, concorda? Então, esse é um dos principais motivos do guincho do seguro não levar veículos com cargas.

Excesso de peso para o guincho

Convenhamos: não é qualquer guincho que tem a potência necessária para transportar um veículo. Imagine um caminhão de grande porte sendo rebocado por um guincho inferior… Muito mal ele sairá do lugar, o que dirá levar o caminhão pela cidade até o seu destino. Isso tudo, logicamente, sem causar acidentes pela via.

Por conta disso, é solicitado, pela seguradora, que só transporte veículos quando estes estiverem descarregados, pois isso minimiza o peso que será levado. 

Afinal, se o guincho tiver um peso em excesso, corre o risco de tombar e derrapar, causando acidentes e outros perigos nas estradas.

Pode proporcionar danos à carga

Não transportar veículos com cargas é uma questão de preservar a carga contida nele. Lembre-se: a proteção que o seguro oferece é para o seu veículo, não para a carga que você está transportando — principalmente se for uma carga de valor expressivo ou uma carga frágil.

Essa regra contratual é importante, pois protege não só o cliente, mas a própria seguradora. Caso haja algum dano no veículo, a empresa de seguros não fica responsável por arcar os custos dos danos ocasionados na carga que estava sendo transportada. Por isso, novamente: eles não transportam veículos carregados.

Como conseguir um guincho para o caminhão carregado?

Calma, não fique preocupado! Nem tudo está perdido. Existem soluções bastante simples que podem facilitar a sua vida nesses momentos, sem dor de cabeça. Veja quais são elas!

Encontre uma maneira de retirar a carga do seu veículo

Caso o seu veículo seja descarregado antes que seja rebocado, não haverá restrições para que o serviço seja efetivado. Perceba: não é deixar a mercadoria do seu cliente largada pela estrada. Acredite, o cliente entraria com uma ação reparadora e você teria que indenizá-lo. 

Então, há a alternativa de solicitar a outro motorista que busque a mercadoria que estava sendo transportada; dessa forma, tudo fica mais tranquilo e você se livra de problemas desnecessários.

Invista em um seguro para a carga

Se você está acostumado a transportar cargas com um alto valor, cogite a ideia de solicitar um seguro que cubra possíveis danos à carga. Dessa maneira, o guincho não terá nenhum problema ao rebocar o seu veículo. 

Então, antes de solicitar um seguro para a carga transportada, fique atento às cláusulas, sempre! Entenda: o investimento que você fizer ao pedir um seguro para a carga será muito menor do que se houvesse a perda total da carga. Por isso, não espere precisar para ter um seguro para a carga, está bem?

Conte com a ajuda de uma Associação de Proteção Veicular

Por último, mas não menos importante, conte com a ajuda de uma Associação de Proteção Veicular. Diante de tantos cenários apresentados ao longo deste post e os possíveis riscos iminentes, seria loucura não se filiar a uma Associação de Proteção veicular. 

A Associação de Proteção Veicular é um grupo de condutores que, juntos, vão em busca de garantias e proteções para seus respectivos veículos. Há um fundo de reserva que pode ser assinado a fim de cobrir qualquer despesa emergencial, o que inclui o reboque por um guincho. 

Não há, no entanto, uma preocupação com lucro. Essa Associação busca, acima de tudo, garantia e estabilidade para seus associados. Sabe o que mais? O valor é bem mais baixo. Incrível, não é mesmo?

Como funciona a proteção para caminhões e veículos pesados da Progressiva?

Além de uma infraestrutura própria para atender as demandas operacionais e comerciais, nós, da Progressiva, estamos preparados para prestar atendimento qualificado aos nossos associados e colaboradores. 

O Programa de Proteção para Caminhões tem como objetivo proporcionar aos associados o atendimento de assistência 24 horas nacional e a reparação de danos materiais (associado/terceiro), previstos no regulamento, em virtude de: furto, colisão, incêndio, fenômenos da natureza e perda total.E aí, gostou deste post? Se você se interessou por este tema, conheça como funciona o nosso Programa de Proteção para Caminhões. Afinal, proteção de veículos é com a Progressiva!

Por |2021-07-06T18:06:24-03:0028 de janeiro De 2021|Categorias: Dúvidas|0 Comentários

Deixe um comentário!