5 dúvidas respondidas sobre proteção veicular para motos

O avanço da sociedade aliado à correria do dia a dia, corroborou com o crescimento de acidentes no trânsito, principalmente nas grandes metrópoles. Além das ocorrências geradas pelo crescimento populacional, casos de furtos e roubos são cada vez mais crescentes, fazendo com que torne-se obrigatório possuir uma ferramenta que seja utilizada para proteger o seu patrimônio, como as motos, por exemplo. 

Dentro das possibilidades disponíveis que se propõem a proteger a sua moto, a proteção veicular está ganhando cada vez mais espaço na vida dos condutores. Ela é financiada por meio de um rateio, onde é dividido, de forma direta, os custos do roubo, furto ou qualquer outro sinistro dos associados.

Caso o associado se depare com algum problema que seja coberto pela proteção veicular, esse contratempo será resolvido o mais rápido possível, de forma menos burocrática. 

Vemos, portanto, muita preocupação com carros e veículos maiores, mas e as motos? Será que vale a pena utilizar a proteção veicular para as motos? Neste post, responderemos as principais dúvidas sobre esse assunto. Continue conosco!

1. Como funciona a proteção veicular para motos?

As motos, em sua maioria, têm um valor bem mais acessível do que os demais veículos. Porém, nada melhor do que fazer uma economia e organizar-se com o objetivo de pagar ou financiar esse veículo, concorda? As motos são, para muitos, um sonho de consumo, pois podem personalizá-la de acordo com as características que sempre sonharam. Isso sim é o que chamamos de valor afetivo. 

Um mimo tão querido deve ser guardado com muito carinho, certo? Mas o que muitos proprietários encontram são seguros privados que cobram valores altos (e até abusivos) para trazer segurança para suas motos. Porém, isso não quer dizer, portanto, que você precisa andar por aí desprotegido. Uma das soluções é a proteção veicular. Com mais acessibilidade e sem burocracia, ela oferece segurança para a sua moto e tranquilidade para você, proprietário.

2. Proteção veicular é a mesma coisa que um seguro veicular?

Bom, essa realmente é uma dúvida muito corriqueira entre os proprietários de motos. E a resposta é não, proteção veicular e seguro veicular não são a mesma coisa.

E não é difícil de identificar as principais diferenças. Veja: a proteção veicular é mais barata, tem um sistema menos burocrático e, por isso, torna-se mais simplificada. Os seguros privados, por outro lado, como o próprio nome sugere, são partes do que chamamos de iniciativa privada, ou seja, são seguradoras que oferecem esses serviços.

As associações de proteção veicular são órgãos que não têm fins lucrativos, o que, por sinal, impacta no valor dos seus serviços. Contrariamente, as empresas de seguros privados, devem seguir as normas previstas pela Superintendência de Seguros Privados (SUSEP) — órgão que estabelece várias leis, além de impostos a fim de regulamentar esses seguros.

Não há, no entanto, um específico órgão que seja responsável pelas associações que prestam serviços de proteção veicular, devendo estas se atentarem às normas da Organização de Cooperativas Brasileira (OCB) — responsável por regulamentar os mais variados tipos de cooperativa, mesmo que não seja do ramo da proteção veicular.

3. Qual é a cobertura para a minha moto?

Eis a principal dúvida na hora de contratar a proteção veicular. Ok, já vimos que é um serviço acessível, pois não é oneroso, nem burocrático; mas será que a cobertura é realmente boa?

Antes, vale ressaltar que os serviços costumam variar entre as associações de proteção veicular. Procure, antes de fechar um contrato, entender e saber quais são os benefícios e qual é a cobertura que a empresa poderá lhe oferecer no momento da assinatura do contrato. As indenizações cobertas são amplas e, geralmente, são as seguintes:

  • furto ou roubo da moto;
  • situações causadas por colisões de trânsito;
  • quando houver incêndio;
  • caso tenha ocorrido algum incidente com a sua moto por conta de eventos de ordens naturais (enchentes, alagamentos e etc.);
  • indenizar terceiros, quando em casos de acidentes entre o proprietário e demais pessoas;
  • proteção referente aos retrovisores, quando houver furto ou possíveis choques, por exemplo;
  • oferecimento de veículo reserva, além de guincho 24 horas por dia.

4. Como contratar uma proteção veicular para minha moto?

De uma coisa nós temos certeza: se você chegou até aqui, é porque precisa de proteção veicular para a sua moto. Mas quais são os primeiros passos para contratar um serviço desses? 

Escolha a Associação de Proteção Veicular e fique por dentro de todos os benefícios que ela pode oferecer. Porém, mais do que isso, você precisa saber quais são as condições e as coberturas que são oferecidas para ver se tudo está de acordo com a sua necessidade.

Quando você se torna um associado, paga uma pequena parcela mensal fixa e, caso necessite de uma indenização, ela acontecerá de forma rápida, sem burocracias. O processo é extremamente simples e a sua moto ficará protegida, logo após você assinar o contrato.

5. Como funciona a proteção para motos da Progressiva?

Aqui na Progressiva, você protege a sua moto com a máxima qualidade. Veja 5 motivos para escolher a Progressiva:

  1. Não fazemos análise de perfil do condutor (idade, gênero, CEP e etc.);
  2. Sem consulta ao SPC e SERASA;
  3. Aceitação independente do ano de fabricação do veículo;
  4. Sem necessidade de indicação de possíveis condutores do veículo;
  5. Aceitação de veículos de transporte por aplicativo, táxi, aluguel e etc.

O nosso Programa de Proteção Veicular tem como objetivo proporcionar aos associados o atendimento nacional de assistência 24 horas e a reparação de danos materiais (associados/terceiros), previstos no regulamento, em virtude de: furto/roubo, colisão, incêndio, fenômenos da natureza e perda total.

Esperamos que este post tenha sido útil! Ah, lembre-se: o serviço de proteção veicular para a sua moto é um investimento e, além disso, um modo simples de evitar alguns gastos extras. 

Entre em contato conosco e solicite gratuitamente o seu orçamento agora mesmo!

Por |2021-07-06T18:04:48-03:005 de outubro De 2020|Categorias: Proteção para motos|0 Comentários

Deixe um comentário!